Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Chegou o carnaval  deste ano.  Mais do que nunca, desta vez ele é bem vindo! Que venha o carnaval, e restitua ao povo brasileiro sua identidade, com os valores que a caracterizam.
Queremos de novo sentir a alegria de sermos um povo que vive em paz, que rejeita a violência, e que sabe expressar sua alegria de maneira artística e ao mesmo tempo espontânea.
Até hoje o povo brasileiro fez o carnaval. Chegou a hora do carnaval refazer a fisionomia do povo brasileiro.
Está na hora de exorcizar as cenas de violência que com frequência crescente povoam os noticiários dos meios de comunicação.
É  completamente estranho e fora de nossas tradições esportivas o assassinato cruel e impiedoso de torcedores adversários, em ações planejadas e executadas friamente.
É de todo preocupante constatar  cenas de vandalismo, que demonstram total irresponsabilidade e clara intenção de desestabilizar o convívio social.
É preciso dar-nos conta do potencial devastador desta violência. Basta conferir o ambiente de muitas escolas. Os professores já não têm ânimo para enfrentar o clima de violência, assimilado pelos adolescentes, que se acham no direito, também eles, de quebrar tudo o que encontram pela frente nas salas de aula.
Se este cenário prosperar, que panorama teremos pela frente?
É preciso retomar os valores que forjaram nossa cultura brasileira.
A prática ensina que, de vez em quando, o computador enguiça, sobretudo quando já está contaminado por vírus que impedem o funcionamento correto dos seus programas.
Então se aconselha a reinicializar o computador. Aí seus dispositivos tomam a embocadura certa, e dá para prosseguir o trabalho.
Pois bem, o Brasil está necessitado de uma “reinicialização” geral!
Primeiro, é preciso expurgar certos vírus, que se aninharam indevidamente em seu bojo. E reassumir, com convicção e firmeza, os valores que nos caracterizam como povo brasileiro.
O carnaval pode ser uma boa oportunidade. Claro que sempre existem advertências, que ainda são válidas, alertando para os perigos que o carnaval apresenta. Não vamos esquecê-las.
Ao mesmo tempo, neste ano o carnaval se apresenta imbuído de uma clara incumbência:  mostrar que o Brasil não perdeu sua identidade. Que ele ainda é o país do carnaval, e o país do futebol também!
Que as escolas de samba caprichem, que todos aplaudam seus desfiles, que o carnaval seja bonito em toda parte, e que a violência seja banida, nestes dias e ao longo de todo este ano!
Bom carnaval para todos!
Dom Demétrio Valentini, Bispo de Jales