Pastorais e Organismos

Bispo de Catanduva abre oficialmente o 33º Encontro Estadual Missionário na diocese

images (2)
Dom Otacílio: o missionário deve ter uma visão ampla, aberta a todos, em especial os que estão longe da Igreja

O bispo de Catanduva, Dom Otacílio Luziano da Silva (foto), abriu oficialmente na noite desta sexta-feira, 23, no colégio Ressurreição, em Catanduva, SP, o 33º Encontro Estadual Missionário, organizado pelo Conselho Missionário Regional (Comire) Sul 1 da CNBB.

A recepção foi feita à tarde no Salão Paroquial da Catedral Nossa Senhora Aparecida, pela equipe local do Conselho Missionário Diocesano (Comidi) e pelo Comire.

Com saudação inicial da equipe do COMIDI, seguida da apresentação da Banda Marcial Juvenil do Colégio que executou musicas católicas, a imagem missionária de Nossa Senhora Aparecida adentrava o local. Padre Marcelo Delalíbera, pároco da Catedral explicou que a imagem percorreu todas as paróquias da diocese de Catanduva, além de unidades terapêuticas e escolas católicas. “Foi uma experiência missionária inesquecível, acolhida por todos, que deixou frutos missionários”, disse padre Marcelo.

Após a acolhida dos participantes por Maria de Fátima da Silva (Fatiminha), coordenadora  e Padre Everton Aparecido da Silva, assessor do COMIRE respectivamente, foi apresentado um vídeo com mensagem de Dom Vicente Costa, presidente do Conselho Missionário Regional Sul 1, saudando a todos os participantes e abençoando a todos. O bispo não participa deste encontro por motivo de viagem.

Abertura  – Dom Otacílio Luziano da Silva, bispo diocesano de Catanduva fez a introdução do encontro, comentando o tema “Paróquia Missionária e seus desafios urbanos à luz do Concílio Vaticano II no Ano da Fé”. “O missionário não deve ter como referência a sua pastoral, movimento, paróquia, mas deve ter uma visão ampla, aberta a todos, em especial os que estão longe da Igreja”, disse. “O Documento de Aparecida diz que devemos estar em estado permanente de missão, não mais em estado temporário. Nunca deve parar. Deve ser de acordo com as necessidades atuais. Uma das realidades atuais é a crise da Fé, por isso o Ano da Fé instituído por Bento XVI”, completou o bispo.

No encerramento do primeiro dia do encontro, o assessor padre Gelson Luiz Mikuszka, redentorista. se apresentou e fez a abertura do tema proposto para o encontro. “Pretendo fazer um lembrete da nossa fé. Não existe missão sem a Fé. Para o pleno exercício da missão, é necessário conhecer e viver a Fé, através da formação e da ação”, disse. Padre Gelson apresentou ainda um resumo do encontro de 2012, realizado em Jundiaí, baseado na avaliação feita pelos participantes daquele encontro. “Quem é Jesus, o que ele fez, qual a sua missão? É preciso conhecer Jesus para apresentar Jesus a quem não o conhece”, completou.

O Encontro prossegue neste sábado, 24, com extensa pauta. Mais de 100 missionários representam as dioceses e sub-regiões pastorais do Regional Sul 1 (Estado de São Paulo).

DSC08637_reduzida

DSC08636_reduzida

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.