Notícias

Agentes de Pastorais Sociais participam de Fórum sobre Doutrina Social em Campinas

GE DIGITAL CAMERA

No dia 11 de novembro, agentes de Pastorais Sociais do Regional Sul 1 da CNBB, participaram em Campinas, do IV Fórum das Pastorais Sociais, que abordou o tema da Doutrina Social da Igreja. Para falar aos agentes, vindos de 18 dioceses do Regional, a equipe de coordenação da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora do Regional Sul 1, (Comissão 8), convidou o padre Antonio Aparecido Alves, da Diocese de São José dos Campos.

Padre Antonio é Mestre em Ciências Sociais com especialização em Doutrina Social da Igreja. É também Doutor em Teologia, professor universitário e escritor. Ele iniciou a palestra falando da preocupação da Igreja com a formação para a doutrina cristã em geral, mas que são poucos que conhecem a Doutrina Social da Igreja. Abordando o tema solicitado: desafios e possibilidades na atualidade, ele citou o primeiro documento da Igreja, datado de 1891– a Encíclica de Leão XIII, que se chamou Rerum Novarum, seguida de outras Encíclicas e outros documentos ao longo destes séculos.

Falando dos acontecimentos contemporâneos, citou São João Paulo II, que afirmou que “a Doutrina Social da Igreja é parte da missão evangelizadora, de tal forma que projetos e atividades de evangelização devem contemplar esta dimensão”. Falou sobre o querigma, citando o Papa Francisco que dedicou um capítulo da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, sobre o anuncio do evangelho e sua dimensão social. Também citou o distanciamento entre o entendimento de vida cristã na atualidade, citando alguns cânticos do passado, mais fraternos e os atuais, mais individualistas.

Contemplando a intervenção dos participantes, com perguntas e acréscimos, ele discorreu sobre este importante assunto, por mais de 3 horas.  Ás 12h30, teve a celebração de Ação de Graças, presidida pelo bispo da Diocese de Lorena, dom João Inácio Muller, presidente da Comissão 8, e concelebrada por dom Luis Gonzaga Fechio, da Diocese de Amparo, padres Jean Charles e De Nadai, da Arquidiocese de Campinas, padre Walter Merlugo, coordenador da equipe da Comissão 8 e diáconos permanentes de dioceses do Regional Sul 1.

Na parte da tarde os participantes foram divididos em grupos para o debate do conteúdo exposto na parte da manhã, à luz de duas perguntas. No retorno os relatores dos grupos apresentaram o que cada grupo sugeriu, ficando este material a ser transcrito em documento denominado Carta de Campinas, para ampla divulgação. O IV Fórum Itinerante foi encerrado com informes geral, e divulgação da programação de 2018, que terá o V Fórum Itinerante em Lorena, no mês de maio, o Seminário Regional em Limeira, no mês de julho e o VI Fórum Itinerante em Franca, no mês de novembro.

Colaboração, Reinaldo Oliveira

 

 

 

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.