Arquidioceses e Dioceses Destaques

Religiosas lançam vaquinha virtual para para levar energia elétrica a região remota de Moçambique

As Irmãs Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, de São José dos Campos, lançaram uma vaquinha virtual (www.kickante.com.br/campanhas/ajuda-humanitaria-africa-ipmmi) com o objetivo de arrecadar R$ 250 mil para levar energia elétrica à missão humanitária de Dombe, no interior de Moçambique. No local atuam outras três entidades atendendo a população carente, especialmente dependentes químicos (Fazenda da Esperança), crianças em idade escolar (Obra de Maria) e atendimento sacramental (Padres Missionários da África).

As Pequenas Missionárias trabalham diretamente num ambulatório de saúde que mantêm há 7 anos em Dombe. A população da região beneficiada pelo trabalho humanitário das religiosas é assolada por doenças como malária, diarreia, DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e Aids. Atualmente, as Irmãs realizam uma média de 2 mil atendimentos por mês no Ambulatório, além de programas de formação humana e visitas semanais aos domicílios.

Moçambique é o pior colocado no IDH entre os países da Comunidade de Língua Portuguesa, encontrando-se três lugares abaixo de Guiné-Bissau, o segundo pior da comunidade. O país também é o pior no contexto da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, encontrando-se, em termos regionais, atrás da República Democrática do Congo, o segundo pior colocado na África Austral. Segundo o relatório de autoria do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Moçambique alcançou 0.418 valores na avaliação do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), registrando índices alarmantes de pobreza multidimensional, igualdade de gêneros e desenvolvimento de gêneros.

A energia elétrica permitirá, certamente, a ampliação do atendimento no Ambulatório. “Com isso, poderá haver funcionamento de equipamentos automatizados para exames laboratoriais como hemograma, bioquímica e, se possível, um aparelho de Raio X, além de posterior telemedicina em convênio com um dos hospitais das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada do Brasil. Será um nova conexão com o mundo!”, disse a superiora da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, Irmã Sandra Maciel Notolini.

O Instituto – O Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada foi criado há 82 anos por Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, que encontra-se em processo de canonização. Está presente hoje em 5 estados brasileiros e em 4 países (Brasil, Portugal, Itália e Moçambique).

Além dos 5 hospitais (Antoninho da Rocha Marmo, Pio XII, Casa de Saúde Stella Maris, Hospital Madre Teresa, Hospital Marieta Konder Bornhausen) que oferecem cerca de 1.000 leitos e realizam, em média, 6 mil partos por ano, o Instituto mantém ainda 6 abrigos de longa permanência que atendem idosos em cidades do Brasil e Portugal, centros de formação humana e religiosa, uma casa de acolhida para pacientes com câncer e um pensionato para moças.

As religiosas trabalham ainda na assistência a sacerdotes, nas pastorais da saúde e em missões humanitárias na África (Dombe, Moçambique) e na Amazônia (Juína, no Mato Grosso), tendo seu trabalho também ampliado para o Pará, em 2019, em um barco hospital.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada

 

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.