Notícias

Texto-base da Campanha da Fraternidade 2015 é apresentado na Assembleia Legislativa de SP

cf2A sessão marcou a apresentação da Campanha da Fraternidade 2015 em São Paulo, que foi oficialmente lançada nesta quarta-feira de cinzas nas igrejas de todo o Brasil.

O Texto-Base da Campanha da Fraternidade 2015 que tem como tema Fraternidade: Igreja e Sociedade e o lema Eu vim para servir (Mc 10, 45), foi apresentado na manhã desta quinta-feira (12), na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), pelo Regional Sul 1 da CNBB (São Paulo) .

A Sessão Solene foi requerida pelo deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV) e reuniu no Plenário  presenças especiais, como o bispo emérito de São Miguel Paulista (SP) e bispo referencial da CF junto ao Regional Sul 1, dom Fernando Legal, do bispo Diocesano de Mogi das Cruzes, Dom Pedro  Luiz Stringhini, do bispo Auxiliar de São Paulo e vigário episcopal da Região Belém, dom Edmar Peron, do coordenador estadual da CF, padre Antonio Carlos Frizzo, do secretário regional da Cáritas Brasileira e Economia Solidária, João Sérgio da Silva e dos deputados estaduais padre Afonso Lobato (PV) e Ed Thomas (PSB), entre outras autoridades religiosas e políticas, além de funcionários e assessores do legislativo e algumas pessoas de comunidade.

Em seu discurso, o deputado estadual, padre Afonso Lobato (PV), agradeceu a presença de todos e destacou o apoio desta casa, para sensibilizar os demais parlamentares para estreitar o diálogo e a colaboração entre Igreja e Sociedade, foco da campanha desse ano. “Impossível não considerar as infindáveis colaborações na esfera da ética, dos movimentos populares e na defesa dos direitos humanos prestadas pela Igreja no Brasil”, alertou o deputado Lobato.

Dom Pedro Luiz Stringuini ressaltou a relação da Igreja com a sociedade. “A Campanha da Fraternidade deste ano retoma algo que a Igreja sempre fez, reflete algo que a Igreja faz, estar a serviço dos mais pobres e excluídos, pois a Igreja quer estar a serviço da sociedade, e não a sociedade que está a serviço da Igreja. A Igreja é uma instituição que serve a sociedade. Na sua presença no mundo anuncia os valores morais e sociais da mensagem de Jesus Cristo. O amor de Jesus Cristo e o amor de Deus incidem no amor ao próximo, e o amor ao próximo é a caridade que praticamos no dia a dia. ‘E uma caridade organizada por meio das pastorais sociais: Operária, Criança, Idoso, Sobriedade, Ecologia. Tudo acontece com a finalidade de promover a pessoa humana”, diz o bispo representando a Presidência do Regional Sul 1 da CNBB.

A Campanha da Fraternidade deste ano tem como pano de fundo o Concílio Vaticano II, findado há exatos cinquenta anos. A Constituição Pastoral “Gaudium et Spes” trata exatamente da dignidade da pessoa humana, do olhar de Deus com carinho sobre a pessoa humana e, especialmente, sobre os pobres. Quando se fala da ação social da Igreja, sempre temos que pensar na opção que a Igreja faz pelos pobres. Uma acao preferencial pelos pobres no desejo de atingir a todos.

Representando a arquidiocese de São Paulo, dom Edmar Peron saudou a todos em nome do cardeal arcebispo dom Odilo Pedro Scherer, que se encontrava em Roma. Em sua mensagem, dom Peron afirmou ser “um momento único. Todo cristão é também um cidadão. Por isso, a igreja quer colaborar com a sociedade e encontrar os melhores caminhos para o bem do povo brasileiro”.

O deputado estadual, Ed Thomas (PSB) parabenizou a CNBB pela campanha deste ano. Na ocasião, Ed Thomas destacou o empenho da Igreja no fortalecimento da família. “É dever também nosso não só como Igreja, mas como sociedade garantir o direito das famílias e assim deve-se assegurar a sustentabilidade e proteção legal da família”. O deputado elogiou a participação dos cristãos leigos no processo político. Ele enfatizou ainda que, como deputado, manterá o diálogo e cooperação entre Igreja e sociedade, para adiante os objetivos apontados por esta campanha.

Já o bispo referencial da CF junto ao Regional, Dom Fernando Legal falou um pouco da natureza e histórico dos temas da CF. Dom Legal enfatizando o processo histórico das campanhas desde 1964 até 2015, destacou as três fases da caminhada histórica da CF: 1) Em busca da renovação interna da Igreja (1964 – 1972); 2) A igreja se preocupa com a realidade social do povo, denunciando o pecado social e promovendo a justiça (Vaticano II, Medellín e Puebla (1973 – 1984); 3) A Igreja se volta para situações existenciais do povo brasileiro (1985 – 2014).

O secretário regional da Cáritas Brasileira e Economia Solidária do Regional Sul 1 da CNBB, João Sérgio da Silva motivou para o dia da Coleta Nacional da Solidariedade que acontece, dia 29 de março, no Domingo de Ramos, gesto concreto da Campanha que é direcionado a projetos sociais, sob os cuidados da Cáritas. Salientou que com os 40% destinados ao FNS (Fundo Nacional de Solidariedade) foram financiados 2685 projetos sociais espalhados por todas as regiões do país. Parte da coleta deste ano destina-se também a combater a fome no mundo, por meio de uma ação promovida pela Caritas, com o lema: Uma Família Humana, Pão e Justiça para todas as pessoas”, explicou Sérgio da Silva.

Em entrevista ao Regional Sul 1, o coordenador estadual da CF, padre Antonio Carlos Frizzo falou da importância e envolvimento das pastorais sociais com o tema. “Esta campanha quer mostrar a presença da Igreja no mundo. Nós já estamos na sociedade por meio das pessoas que atuam nas mais diversas pastorais sociais, Pastoral Operária, Direitos Humanos, Indígenas, Mulher Marginalizada, Pastoral do Menor, Pastoral a Criança, enfim todas essas pastorais sociais existem para ser presença na sociedade. A CF deste ano recordando os ensinamentos do Concílio Vaticano II e os ensinamentos do Papa, inspiram e motivam nossas comunidades ser presença no mundo, ser colaboradores para uma sociedade mais justa, mais humana e fraterna, a tão sonhada civilização do amor”, ressaltou.

A sessão aconteceu no auditório Teotônio Vilela. No encerramento, foi lida a Mensagem do Papa Francisco aos fiéis brasileiros por ocasião da CF 2015  e em seguida houve a execução do Hino da CF-2015.

 

 

 

 

Tags

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.