Arquidioceses Arquidioceses e Dioceses Notícias

Bispo reforça Igreja em saída em missa de aniversário de criação da Diocese

Sérgio presidiu missa no último sábado, data do 25º quinto aniversário da diocese de Araçatuba.

Como na manhã de 23 de março de 1994, a Diocese de Araçatuba voltou o seu olhar para a sua criação em Santa Missa que faz parte do Jubileu de Prata. No último sábado (23), na Catedral Nossa Senhora Aparecida, em Araçatuba, o bispo diocesano d. Sérgio Krzywy, o bispo de Assis, d. Argemiro Azevedo (pároco em Araçatuba entre 2003 e 2016) e todo o clero se reuniram para louvar a Deus pelo 25º aniversário desta igreja doméstica.

Durante a celebração, que reuniu centenas de fiéis de  todas as 19 cidades da Diocese, o bispo diocesano salientou a missão do povo diocesano. “Ao olharmos a criação da nossa Diocese, em 1994, recordamos a dinâmica nova para o cuidado mais próximo do povo de Deus. A responsabilidade é o presente que Deus nos dá, que é cuidar do seu rebanho, como uma igreja em saída e alegre por servir”, afirmou.

Ainda na celebração, o pároco da Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Araçatuba, padre Charles Borg, que à época da criação da Diocese era o vigário episcopal e principal articulador da viabilização da criação, contou a história,  desde a necessidade de desmembrar a Diocese de Lins até a visita do Núncio Apostólico (embaixador do Vaticano), a qual consolidou a criação. Foi apresentada ainda a bula papal Progrediens Usque, decretada em 1994 pelo papa João Paulo 2º, hoje canonizado.

VIVA – Para o padre Charles Borg, a Diocese de Araçatuba é mais que uma realidade, e sim vive uma plenitude em suas ações pastorais. “Em 25 anos a Diocese de Araçatuba já ofereceu três bispos à Igreja: d. Eugênio Rixen, d. Arnaldo Carvalheiro e d. Argemiro. O curso de teologia para leigos acontece há 25 anos ininterruptos, formando leigos e os capacitando. Destaco ainda a formação constante do clero.Temos padres em mobilização ativa em todos os municípios da diocese. Conseguimos estabelecer comunhão pastoral com a Diocese de Coroatá (MA). Todos esses fatores fazem a Diocese de Araçatuba muito viva no Estado de São Paulo”.

A DIOCESE – A Diocese de Araçatuba atualmente conta com 33 paróquias, distribuídas em 19 cidades: Araçatuba, Andradina, Bento de Abreu, Birigui, Bilac, Brejo Alegre (capela), Coroados, Castilho, Gabriel Monteiro, Guaraçaí, Guararapes, Lavínia, Mirandópolis, Murutinga do Sul, Nova Independência (capela), Piacatu, Rubiácea, Santópolis do Aguapeí e Valparaíso.

O primeiro bispo diocesano foi d.José Carlos Castanho de Almeida, que veio da Diocese de Itumbiara (GO) e permaneceu à frente da Igreja de Araçatuba até 2003, quando apresentou pedido de renúncia de idade, tornando-se bispo emérito. Atualmente d. José vive com a família em Sorocaba, tendo 88 anos.

Enquanto a diocese estava vacante, foi nomeado, em 06 de outubro de 2003, o então bispo coadjutor da Diocese de Assis, d. Maurício Grotto de Camargo, que atuou como administrador apostólico até 28 de agosto de 2004.

O atual bispo, d. Sérgio Krzywy, assumiu como o segundo bispo local em 28 de agosto de 2004, permanecendo até os dias atuais. A Diocese de Araçatuba pertence à Província Eclesiástica da Arquidiocese de Botucatu, atendendo uma população estimada em 502 mil pessoas e fazendo limite com as dioceses de Marília, Lins, Jales, Votuporanga e Três Lagoas (MS).

 Com informações da diocese de Araçatuba

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.